TROCOU SEIS POR MEIA DUZIA? Diretoria vacila em não ouvir presidente

 

Até quando vai a má fase do CSA ninguém sabe, mas o que não pode ser evitado é que o time vive um dos piores inícios de temporada. Chega a ser pior que os inícios de temporada em que o Azulão nem tinha divisão. E de quem é a culpa? O time não joga bem, o ataque é fraco, falta criatividade e marcação no meio e a zaga ainda sofre com apagões. Então seriam 11 pessoas assistindo o jogo dentro de campo?

Barbieri por Baptista?

A troca de treinadores não fez efeito. Será que Maurício Barbieri se livrou de uma bomba longo começo do ano? Eduardo Baptista tem muito trabalho pela frente, e para muitos, se quiser manter o cargo, terá que seguir o conselho de torcedor e Presidente Rafael Tenório e mudar este “Grupo de pessoas derrotadas”.

Porém Baptista terá muita dificuldade em trabalhar com diretoria dividida que se retratou em dizer que nenhum medalhão seria dispensado, mas sim o diretor de futebol Fabiano Melo.

Com muita coisa em jogo, será Baptista conseguirá fazer que o CSA volte a jogar como em 2018? A diretoria terá paciência para aguardar os bons resultados? E até quando a torcida vai ter sofrer vendo essas péssimas exibições?

 

CSA x Bahia

Passes errados, poucas jogadas de efeito e muitas falhas de finalização marcaram a primeira etapa em Maceió. A única chance de perigo do Azulão só saiu aos 37 minutos, com Allano; mas o atacante foi abafado por Anderson. A resposta do Tricolor veio aos 47′, quando Élber finalizou cara a cara com Thiago Rodrigues. O goleiro azulino fez grande defesa e, no rebote, Juninho precisou finalizar duas vezes para abrir o placar.

O CSA voltou com Pimpão no lugar de Rafael Bilu, e a mudança deu mais dinâmica à equipe. Nos minutos iniciais, o Azulão foi com tudo em busca do empate e criou boas chances com Luciano Castán e Jean Cléber antes dos 10 minutos. O Bahia recuou e deixou a bola com os azulinos. Apesar da posse, o CSA não foi efetivo. O Tricolor respondeu num contra-ataque e chegou ao segundo gol aos 19′, com Gilberto.

O CSA volta a campo no próximo sábado, quando enfrenta o Murici, às 17h, no Estádio Gerson Amaral, em Murici, pela quarta rodada do Campeonato Alagoano. O Bahia volta a jogar no dia 26 deste mês, às 19h15, no Estádio Luis Alfonso Giagni, contra o Nacional-PAR, pela primeira fase da Copa Sul-americana.

COMPARTILHAR