PANDEMIA – Bares e restaurantes esperam que governo anuncie socorro

A categoria está sofrendo os impactos econômicos agravados pela pandemia do novo coronavírus

Foto da Internet

Depois de prever um colapso no setor que emprega seis milhões de trabalhadores, o presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Paulo Solmucci, espera que o presidente  Jair Bolsonaro cumpra a promessa de socorrer o segmento.

A entidade aguarda que o governo federal anuncie um pacote de auxílio ao setor, que incluiria o pagamento de uma espécie de bolsa aos três milhões de trabalhadores de bares e restaurantes durante os próximos três meses.

Com o agravamento da crise do coronavírus, o fechamento de comércio e restrições de circulação em todo o país, essa categoria é uma das primeiras a sentir os impactos econômicos da pandemia.

Solmucci afirma que se o governo não cumprir o que prometeu, o país corre o risco de mergulhar em uma nova crise. “Muitos dos nossos trabalhadores dizem que não sabem como irão viver sem o emprego”, declarou.

Na semana passada, o representante da Abrasel esteve com Jair Bolsonaro e integrantes da equipe econômica. A liberação do socorro foi prometida, mas no fim de semana integrantes do governo deixaram em aberto a situação.

Alagoas

Um dos que aguardam uma medida para o setor é o empresário Fernando Costa, do restaurante Fusion Grill, localizado na Rua Deputado José Lages, em Maceió. “O caos está instaurado. A gente está dependendo unicamente de uma postura do governo, que tem que ajudar toda as categorias. Sem auxílio, muitos vão ficar quebrados”, disse.

COMPARTILHAR