Artista plástico e escultor da famosa “Sereia” em praia de Maceió morre aos 94 anos no Recife

O artista plástico que esculpiu a famosa sereia no Litoral Norte de Maceió,  Corbiniano Lins morreu na noite deste ultimo sábado (10), no Hospital Albert Sabin, na Ilha do Leite, na área central do Recife. Ele tinha 94 anos e estava internado por causa de uma série de problemas de saúde. Nascido em Olinda, na Região Metropolitana, o desenhista, pintor e escultor teve obras expostas em vários países da América Latina, Europa e Oriente Médio.

Para o filho de Corbiano Lins, Sandro Corbiniano, o artista deixou um legado importante, pois teve uma carreira plural e contemporânea. Trabalhou com vários tipos de materiais, como tapeçaria, vidro e cobre.

“Ele é um dos artistas que mais tem trabalhos no Recife. Fez parte de uma geração que conseguiu a criação de uma lei que obriga a instalação de obras de arte em prédios na cidade”, observou.

A estátua da Sereia na praia ocorreu durante a gestão do General Luís Cavalcante, governador de Alagoas (1961 a 1966). Popularmente conhecido como o “Major”, determinou sua construção em 1962, uma escultura de quase 4 metros de altura, representando uma sereia e que na época ficou conhecida como a ‘Sereia do Major’.

Foi então contratado o artista Corbiniano Lins, conhecido escultor pernambucano que fez a obra em concreto e cimento.

O local, desde a construção da Sereia, passou a ser conhecido como Praia da Sereia. Em datas como 8 de dezembro, dia de Iemanjá, centenas de pessoas costumam jogar suas oferendas em homenagem.

A Praia da Sereia é um dos pontos turísticos de Maceió que fazem os que aqui visitam se apaixonarem ainda mais pela capital alagoana. A praia é uma das atrações apresentadas na divulgação realizada pelas Secretarias Municipais de Turismo e Comunicação, por meio da campanha Maceió para se apaixonar.

Com informações de Nide Lins – Ascom Semptur

Link reduzido da notícia (Short Link): http://www.maceio.com.br/Xm8Mk
COMPARTILHAR