Jatiúca

Início da Jatiúca.  Foto: Arthur Goes/Maceio.com.br

A Praia de Jatiúca é uma ótima escolha para um delicioso banho de mar, descansar lendo um livro na suas areias fininhas,  fazer uma caminhada muito prazerosa na sua orla, as paisagem deslumbrantes e o clima acolhedor e tranquilo serão motivos para você curtir ao máximo seus dias de descanso.

Além do clima relaxante, Jatiúca oferece uma ótima estrutura aos turistas. Quiosques, bares, restaurantes, sorveterias e cafés é o que não falta por aqui.

A culinária da região é indescritível, os amantes de uma boa comida irão se surpreender. Frutos do mar, comida regional, culinária italiana, hambúrgueres, tapioca, cuscuz, e muita macaxeira com carne de sol farão seu paladar transbordar de felicidade.

As tapioqueiras costumam funcionar a partir do meio da tarde até de noitinha, elas estão localizadas espalhadas nos diversos quiosques na orla e se tornam uma ótima pedida para um lanche.

Vale uma caminhada até o Hotel Jatiúca, um dos locais mais legais para fotos de toda Maceió, lá tem a Lagoa da Anta que forma junto com o mar um dos paraísos urbanos mais bonitos do Brasil.

Barco de pesca ancorado na Jatiúca. Foto: Arthur Goes/Maceio.com.br

História

O bairro começou com um sítio de coqueiros, à beira-mar,  adquirido pelo historiador e folclorista Théo Brandão, à beira-mar de Maceió.

Em meados da década de 1930, o jovem e recém-casado dr. Théo Brandão procurava um terreno para também usufruir com sua esposa Élide de Almeida Brandão e seus filhos dos banhos de mar que Maceió oferecia.

No livro “Sítio Jatiúca, uma inspiração poética”, a neta do folclorista, jornalista Vanessa Omena, revela detalhadamente como se deu o envolvimento do seu avô com a área de Maceió que viria ser nos dias atuais o bairro de Jatiúca.