Feirantes do Mercado da Produção passam por cadastramento

Dando continuidade às ações de ordenamento dos mercados públicos e feiras livres de Maceió, a Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) está promovendo, durante toda esta semana, o cadastramento dos feirantes que comercializam no entorno do Mercado da Produção, no bairro da Levada.

A ação, que segue até sexta-feira (17), visa cadastrar os feirantes que comercializam no entorno do Mercado. Estas informações servirão de base para o planejamento de medidas de ordenamento que vêm sendo implantadas no Mercado da Produção e, assim, garantir um espaço atrativo para permissionários e consumidores.

Para o cadastramento, a equipe de fiscalização da Semtabes, junto a administração do Mercado, passa nas barracas colhendo os dados e identificando os espaços que estão inativos ou abandonados.

Cadastramento de Feirantes segue até sexta-feira (17) Foto: Victor Vercant/Secom Maceió

“Esta ação tem como objetivo organizar e promover um espaço adequado para todos os feirantes e consumidores. Para isso, precisamos cadastrar estes feirantes e, com esses dados, planejar as melhores ações, visando sempre um ambiente bom para feirantes e consumidores”, ressaltou o secretário do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária de Maceió, Carlos Ronalsa.

Além do Mercado da Produção, os Mercados do Jaraguá, Jacintinho, do Artesanato e a Feira do Jacintinho já receberam a ação de cadastro e recadastramento de permissionários. 

“Em todos os mercados e feiras de Maceió, há mais de 2.500 cadastros existentes no sistema. Nossa meta é que os cadastros sejam atualizados e aqueles que ainda não têm a permissão sejam cadastrados”, afirmou o diretor de abastecimento, Nivaldo Júnior.

Cicera Soares é feirante no entorno do Mercado da Produção há mais de 30 anos e, junto ao seu filho, Carlos Soares, os dois garantem o sustento da família através da venda de verduras na feira livre. “Estou bastante contente e agradeço a Prefeitura por essa organização que vem sendo feita. É um benefício que vai ajudar o cliente, que vai ver tudo mais organizado, e ajudar a gente que vende o produto, pois vamos trabalhar regularizados”, pontuou a feirante.

“Quase 20 anos atrás, tentaram nos arrumar aqui, mas depois nos deixaram aqui de mão. Contamos que a Prefeitura continue com essa disposição para ajudar a todos e estamos gratos pelo trabalho que vem fazendo”, completou Cícero.

Débora Maysa/Ascom Semtabes

Fonte: Prefeitura de Maceió