Educação promove aula externa inclusiva para alunos com necessidades especiais

Momento de descontração alinhou a aula externa às práticas pedagógicas colocadas dentro de sala de aulas

As aulas externas podem ser ótimas aliadas para as práticas pedagógicas exercidas em sala de aula, sabendo disso, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) em parceria com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) realizou, nesta quarta-feira (15), o 2º Natal Inclusivo, evento que levou alunos da educação especial da Escola Municipal Silvestre Perícles, localizada no Pontal da Barra, para diversas atividades pedagógicas e culturais na Estação Maceió da CBTU, no Centro.

Alunas participam de atividades externas interativas. Foto: Nathan Araújo / Ascom Semed

Passeio de trem, contemplação de obras de arte, brincadeiras, lanches e brindes. O momento prestigiou as 11 crianças com necessidades especiais que foram acompanhadas pelos auxiliares, professores, pais e coodernadores para reforçar as atividades pedagógicas inspiradas no poema “Trem de ferro”, de Manuel Bandeira, realizadas durante o ano letivo.

Cristiane Albuquerque, coordenadora pedagógica e Eliene Carvalho, professora da Escola Municipal Silvestre Péricles. Foto: Nathan Araújo / Ascom Semed

A coordenadora pedagógica da Escola, Cristiane Albuquerque disse que a iniciativa surgiu pela necessidade de se externalizar as atividades lúdicas e pedagógicas trabalhadas dentro da sala de recursos da escola. Ela ressaltou, ainda, que o passeio é apenas o encerramento de um longo trabalho pedagógico realizado na escola.

“Nós desenvolvemos todo um trabalho com todo o apoio às práticas educativas dentro da sala de recurso. Todo final de ano fazemos uma aula de campo a partir dos projetos desenvolvidos dentro de sala, e, dessa vez, para finalizar o nosso planejamento realizamos o passeio de trem”, pontou.

Eliene Carvalho é professora da sala de recursos e realiza o trabalho pedagógico durante todo o ano com os alunos especiais da Escola Municipal Silvestre Péricles. A professora é também idealizadora do Natal Inclusivo e explica que o poema de Manuel Bandeira foi trabalhado para despertar o interesse dos alunos pela literatura.

“Todos são alunos com deficiência, portadores de autismo, deficiência intelectual, além de outras deficiências. Vinhamos realizando um trabalho pedagógico na escola, diferenciado e lúdico, trabalhando o poema de Manuel Bandeira, “Trem de Ferro”, para despertar o interesse deles pela literatura, e, a partir disso, trabalhou-se as dificuldades que eles tem na educação regular como coordenação motora, pintura e montagem do trem com figuras geométricas”, explicou.

Michael Douglas e o filho Caio Felipe prestigiaram a ação. Foto: Nathan Arúujo / Ascom Semed

O pai do aluno Caio Felipe, Michael Douglas diz que se sentiu muito feliz e contemplado ao poder participar do momento junto ao filho. Ele ressaltou, ainda, a importância do evento para influenciar positivamente os alunos. “Eu gostei bastante, essa atividade é muito boa para eles. Gostamos porque é algo novo para ele, é uma experiência única. A aula externa ajuda muito no desenvolvimento dele, no olhar pelas coisas. É tudo muito positivo”, disse o pai.

Nathan Araujo (estagiário) / Ascom Semed

Fonte: Prefeitura de Maceió